Até agora, sempre houve um compromisso entre a frequência e a sensibilidade ao otimizar o desempenho do detector, isso ocorre porque as frequências mais baixas são mais sensíveis a pepitas de ouro maiores, enquanto que as frequências mais altas são mais sensíveis a pepitas de ouro menores.

Ao comparar os detectores, as três curvas no diagrama representam a capacidade de cada detector de encontrar pequenas pepitas de ouro de um determinado tamanho e em uma profundidade máxima possível. A maioria dos detectores irá encontrar uma pepita muito grande logo abaixo da superfície, no entanto, a sensibilidade de um detector de ouro determina quantas pepitas menores serão finalmente recuperadas em terreno difícil (ruidoso) e em profundidades maiores.

Um detector de 18 kHz terá normalmente uma vantagem de profundidade em pepitas ≥ 1,0g sobre um detector básico de frequência média, e um detector de 71 kHz terá uma vantagem de profundidade em pepitas ≤ 0,1g. O GOLD MONSTER 1000 Avançado utiliza uma frequência intermediária de 45 kHz E um processador de sinal de 24 bits de alta velocidade. Esta combinação primária aumenta muito a sensibilidade ao ouro em relação a outros detectores VLF de frequência única, assim como em relação aos tamanhos das pepitas, sem que com isso apresente excesso de ruído e sinais falsos.

O GOLD MONSTER 1000 também melhorou a discriminação ferrosa / não-ferrosa e lida melhor com solos condutores (salgados) do que os detectores de frequência mais alta, tornando-o, assim, a escolha perfeita para maximizar a  sua recuperação de ouro!

Eletrônica Digital • Cancelamento automático de ruído • Processador mais rápido • Equilíbrio de solo automático • Algorítimos Avançados  • Sensibilidade automática

Peso 4 kg
Dimensões 56 × 25 × 14 cm
Características

Bobina à prova d'água, Garimpo de Ouro

Produtos relacionados

× Entrar em contato